muro em patisserie

  

materiais de rascunho para parede




aqui vou falar um pouquinho sobre os materiais que uso (ou melhor, os que eu MAIS uso)
quando usá-los e onde encontrá-los.


o post é dedicado para os materiais de rascunho - ou seja, aqueles que eu não posso deixar de ter na mala para que eu passe todo o meu layout desenvolvido anteriormente, para a parede do cliente.

uma parede não é riscada com lápis de grafite tá gente?
apagar o rascunho com borracha:  marca, dá brilho na parede e dá bursite, tendinite, esofagite, gastrite, rinite e o que mais você merecer por fazer isso com você mesmo! rs


bem, let´s go!

existem duas circunstâncias que fazem com que eu tenha que escolher o material certo para riscar o meu rascunho na parede:

1 - a própria parede: se ela é clara, se é escura. se é muito áspera, se é lisinha.
2 - o material que vou finalizar: se é tinta e pincel, se é marcador posca, ou marcador unipaint (aquela a base de óleo).

vamos lá!


lapiseiras de giz:

todoooooooo mundo me pergunta.
elas são importadas. infelizmente MUITO difícil de encontrar aqui.
sempre estão em falta (quando tem) em site de armarinhos, esses de coisas de costura.

onde encontrar: eu encontro para comprar na amazon - www.amazon.com
eles entregam no brasil só que tem taxa (of course)!
mas se não tem ninguém vindo pra cá para trazer na mala, é a saída.

também vende em versão refil. sem essa lapiseira vermelha.
o apontador, é próprio para a mina de giz e para grafites fininhos (os buracos são pitocos, bem fofo)

quando usar: tanto em parede escura quanto clara (porque na clara você pode usar o giz colorido)
sai facinho, só com pano seco, então o ideal é usar com a posca (que as vezes borra mesmo após secar com o pano molhado - dependendo da superfície).



o legal de comprar só o refil é que O GIZ CABE NA LAPISEIRA DE BORRACHA da tombow  - mono! essa aqui oh:


















 




a lapiseira koh i noor acima é a que eu mais gosto mesmo!
ela também recebe a mina de giz da allory e também as minas aquareláveis.
vou falar delas agora:

lapiseira com mina de aquarela:
(ou lápis de cor aquarelável)


a praticidade dessa ferramenta é a seguinte: após a arte ser finalizada e estar seca, basta passar um pano molhado que a aquarela dissolve por completo, evitando manchas.

onde encontrar: em qualquer loja de materiais técnicos de desenho, como:
casa da arte
casa do artista
(são as que eu frequento geralmente).

quando usar: em paredes que você vai finalizar com tinta ou marcadores permanentes MESMO. aqueles que não irão borrar de jeito nenhum ao esfregarmos um pano molhado. como os marcadores unipaint por exemplo.


por último e não menos importante:

giz comum:

eu uso quando a parede é muito áspera e irá "comer" o meu material mais delicado.
as lapiseiras permitem que o traço seja mais fico e detalhado.
o giz é mais "grosseiro" só que infinitamente mais barato. rs
então quando a parede é áspera usamos ele ok?

...


depois eu venho falar dos marcadores em si.
quando usar e qual a melhor forma de trabalhar com eles.

espero que gostem do post.
qualquer dúvida, reclamação, ou até mesmo tema para eu explicar aqui, escreva para:

contato@agatharolim.com.br

um beijo!



giz no le manjue



foi MUITO demais esta presente na festa de estréia do canal da giovanna ewbank.
o gioh!

a lousa eu fiz lá no espaço do LE MANJUE. o restaurante orgânico maravilhoso que o bruno gagliasso é sócio.

a arte foi desenvolvida na hora.

=)

lettering à tinta

essa parede clara linda fiz num sobrado muito delicioso em santo andré.

nela usei tinta acrílica com pincel chato e marcadores permanentes unipaint.
a escolha do material foi devido a parede ser clarinha.





   
 

Ágatha Rolim © Todos os Direitos Reservados | Desenvolvido por Onzeweb.